Anuncie na revista impressa

QR Codes: A vanguarda da segurança documental

Por A Fonte Magazine em 10/06/2024 às 14:24:24

A implementação da Carteira de Identidade Nacional (CNI) no Brasil representa um marco significativo na modernização da identificação civil. Com a adoção de QR Codes, a CNI oferece uma plataforma mais segura e eficiente, consolidando a identidade dos cidadãos em um único documento. Desde o início deste ano, a nova carteira substitui o tradicional RG, integrando-se a um sistema nacional unificado que promete aprimorar tanto a administração quanto a segurança dos dados pessoais.

Um relatório recente divulgado pela organização de análise de segurança Sumsub, utilizando dados fornecidos pelo Serasa Experian, apontou para a existência de aproximadamente 16 milhões de documentos de identificação (RGs) fraudulentos em circulação no Brasil. O mesmo estudo indicou que, em 2020, cerca de 70% das empresas online relataram um aumento nos casos de fraude.

A perícia documentoscópica é uma área especializada da ciência forense que se dedica à análise e verificação da autenticidade de documentos. Com o avanço da tecnologia e a crescente sofisticação dos métodos de falsificação, a perícia documentoscópica tornou-se mais importante do que nunca.

"Os QR Codes representam um salto qualitativo na autenticação de documentos,é inegável que a introdução dos QR Codes é um divisor de águas. Esses códigos são a vanguarda da verificação documental", explica o Prof. Dr. Gleibe Pretti da Jus Expert.

A análise forense de documentos, conhecida como perícia documentoscópica, ganha uma ferramenta poderosa com a implementação de QR Codes. Esses códigos permitem que mesmo quem não é especialista em autenticação confirme a veracidade de documentos de maneira ágil, ao escanear o QR Code e cotejar as informações codificadas com as registradas oficialmente. A eficácia desse método moderniza o processo de validação documental e diminui as chances de documentos adulterados serem aceitos como legítimos.

A CNI se destaca por incorporar o CPF como identificador único, eliminando a necessidade de múltiplos números de registro. Além disso, a autenticidade dos documentos pode ser rapidamente confirmada através do escaneamento do QR Code, uma ferramenta valiosa contra o roubo ou extravio de documentos. Em conformidade com padrões internacionais, a CNI inclui o código MRZ, conhecido por seu uso em passaportes, o que facilita o trânsito dos brasileiros dentro do bloco do Mercosul.

"A nova Carteira de Identidade Nacional com QR Code representa um avanço significativo na luta contra a falsificação de documentos, a complexidade da criptografia dos dados nos códigos QR aumenta exponencialmente a dificuldade de se criar cópias ilegítimas. Cada QR Code funciona como uma assinatura digital única, o que não só facilita a rastreabilidade, mas também a identificação rápida de documentos emitidos de forma ilegal," explicou Pretti.

O especialista enfatiza ainda que "Essa tecnologia é fundamental para reforçar a confiança do público na integridade dos documentos oficiais e é um passo crucial para a modernização dos nossos sistemas de segurança documental".

Em resumo, a implementação de QR Codes em documentos é uma evolução na prevenção de fraudes e na garantia de que as identidades e informações oficiais sejam protegidas de maneira eficaz.

Comunicar erro

Comentários